Para seduzir mulheres, fingia ser empresário

Um homem se fazia passar por um bem-sucedido empresário para manter relacionamentos e depois aplicar golpes em mulheres de Itapetininga, no interior paulista. O falso empresário, Amarildo Donizete Chagas, foi preso ontem pela Polícia Civil. Ele também se fez passar por advogado, engenheiro e até pastor evangélico. Ele preferia mulheres divorciadas e ricas e se aproximava em eventos sociais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.