Para secretário, trânsito continuará baixo após as férias

Alexandre de Moraes diz que em agosto VUCs terão de seguir novas restrições para circular na capital

02 de julho de 2008 | 15h37

O secretário municipal dos transportes e presidente da CET Alexandre de Moraes acredita que o fim das férias escolares não aumentará os índices de congestionamento registrados na Cidade. "Acreditamos que aqueles 20% que ficam parados nas férias voltem, mas a grande melhoria com relação aos caminhões continua porque os VUCs sairão de circulação no horário de pico."  Veja tambémMais 419 caminhoneiros foram multados nesta quarta em SPCaminhoneiros não terão concessões, diz Prefeitura Numa semana, VUC só terá 2 dias para fazer entregas Saiba como funciona o rodízio de caminhões em SP  Entenda como o trânsito fez São Paulo parar    Isso porque, a partir do dia 1º de agosto, os chamados Veículos Urbanos de Carga (VUC) só poderão circular nos 100 quilômetros da área que abrange a Zona Máxima de Restrição das 10h às 16h, além de ter de respeitar um rodízio onde veículos com finais de placas pares circulam em dias pares do mês e os finais ímpares, em dias ímpares. Atualmente, pelo novo decreto, esses caminhões trafegam das 5h às 21h.  A secretaria também está em fase final de estudo do 3º e último decreto que regula o trânsito de caminhões na Cidade: o rodízio de caminhões nas marginais do Pinheiros e do Tietê, além da Avenida dos Bandeirantes. O esquema deve ser o mesmo que é aplicado atualmente aos automóveis particulares. "Em breve, o material será encaminhado para o Prefeito Gilberto Kassab", afirmou o secretário.

Tudo o que sabemos sobre:
rodízio de caminhões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.