Para Procuradoria, assassino é inimputável

A Procuradoria da República em Foz do Iguaçu (PR) considerou inimputável Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, o Cadu, assassino confesso do cartunista Glauco Villas Boas e do filho, Raoni Villas Boas. Os dois foram mortos em 2010.

, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.