Para Prefeitura, eficácia já alcança 49%

A Prefeitura afirma que a Agenda 2012 tem eficácia de mais de 49%. Segundo a administração municipal, 87% das metas estão em andamento, 10% já foram concluídas e apenas 3% do total ainda não foram iniciadas.

, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2011 | 00h00

Conforme a administração, o programa de metas é uma experiência pioneira no planejamento do Município e foi concebido desde o início tendo como uma das características a flexibilidade e a previsão de aperfeiçoamento dos temas. A administração municipal diz que 18 metas foram aperfeiçoadas. Duas delas mudaram de local, seis tiveram alteração de nomenclatura e dez foram redimensionadas (as últimas representam 4,5% de todo o programa). Os ajustes seriam necessários para atender às necessidades de uma cidade do tamanho da capital paulista.

A Prefeitura nega que não se importa com o cumprimento das metas. A administração municipal afirma que o sistema de monitoramento está permanentemente acessível no site da Agenda 2012 e não deixa margem a dúvidas quanto à seriedade com que é tratada a execução das 223 metas previstas no início do segundo mandato de Kassab.

A Agenda 2012 foi lançada em março de 2009 para cumprir a Emenda 30 à Lei Orgânica do Município, que obriga o prefeito eleito a apresentar, em até 90 dias após assumir o cargo, um plano de metas para a cidade. Prevê também a apresentação de indicadores de desempenho a cada seis meses. O Movimento Nossa São Paulo propõe uma emenda à Constituição para que a divulgação de um programa de metas no início do mandato seja obrigatória para o presidente, os governadores e os prefeitos em todo o Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.