Para prefeitura, é possível receber mais visitantes

A Prefeitura de Santo André, responsável pela vila, afirma que Paranapiacaba tem condições de suportar um volume bem maior de visitantes e a ampliação dos serviços seria uma grande conquista para a comunidade local. A administração municipal pretende até solicitar a instalação de um vagão bicicletário no Expresso Turístico, como já ocorre no trajeto para Mogi das Cruzes.

William Cardoso, O Estado de S.Paulo

04 Julho 2011 | 00h00

Segundo a prefeitura, Paranapiacaba recebe, em média, 2.500 turistas por fim de semana. Em julho, ocorre o festival de inverno, que acolhe cerca de 100 mil visitantes. A vila foi fundada por trabalhadores ingleses da São Paulo Railway no fim do século 19 e tem uma arquitetura inspirada no país europeu. Entre as atrações estão o museu do castelo, o Clube Lyra Serrano, o Parque das Nascentes, trilhas ecológicas e também um museu ferroviário.

Paranapiacaba foi um dos primeiros lugares a contar com cinema e campo de futebol em todo o Brasil, resultado da colonização inglesa. Outra característica que remete à Inglaterra é a densa neblina que costuma cobrir a vila, semelhante ao "fog" londrino.

Os demais destinos do Expresso Turístico também têm atrações para os visitantes. Em Jundiaí, o turista pode encontrar passeios para a Serra do Japi, por fazendas produtoras de frutas e pelo patrimônio histórico local. Mogi das Cruzes também tem opções para quem pretende aproveitar a natureza e a história local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.