Para oposição, 'daria para fazer mais em 4 anos'

Vereadores de oposição à gestão Fernando Haddad (PT) criticaram a pouca ambição do plano de metas. "Acho que o plano tem seus méritos. Mas há muito pouco relativo à sustentabilidade, à economia criativa e às áreas verdes, como ele havia se comprometido. É um plano bastante conservador", afirmou Ricardo Young (PPS). Para Floriano Pesaro (PSDB), líder dos tucanos na Câmara, o plano está aquém da necessidade da metrópole. "Em quatro anos dá para fazer muito mais, e a cidade precisa disso. Eles colocaram algumas metas inexequíveis e outras bem menores do que haviam prometido", disse. / A. F., A.R. e R. B.

O Estado de S.Paulo

27 Março 2013 | 02h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.