Para ministro, empresas erraram na negociação

Cobrado pelas companhias aéreas a tomar medidas que garantam a ordem nos aeroportos, o ministro Nelson Jobim (Defesa) trocou ontem uma dura correspondência com as empresas, responsabilizando-as pelas negociações frustradas.

, O Estado de S.Paulo

23 Dezembro 2010 | 00h00

"Fosse outra a postura negocial adotada pelas empresas, poderíamos, a essa altura, estar a assegurar aos brasileiros a tranquilidade em relação a suas viagens. E não estariam os empregadores a temer pela garantia das condições de trabalho de parte de seus funcionários", disse, em carta às companhias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.