Para ministro, empresas erraram na negociação

Cobrado pelas companhias aéreas a tomar medidas que garantam a ordem nos aeroportos, o ministro Nelson Jobim (Defesa) trocou ontem uma dura correspondência com as empresas, responsabilizando-as pelas negociações frustradas.

, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2010 | 00h00

"Fosse outra a postura negocial adotada pelas empresas, poderíamos, a essa altura, estar a assegurar aos brasileiros a tranquilidade em relação a suas viagens. E não estariam os empregadores a temer pela garantia das condições de trabalho de parte de seus funcionários", disse, em carta às companhias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.