Para magistrado, perícia vai mostrar se houve exagero

Segundo o desembargador Rui Stoco, o excesso doloso é quando alguém reage além do necessário para repelir uma agressão iminente. "Quando alguém agride você com chutes e pontapés, você diz 'para, senão eu atiro'. Se ele levantar as mãos, parar a agressão e mesmo assim você atirar, então se caracteriza o excesso doloso."

O Estado de S.Paulo

22 de junho de 2012 | 03h05

Stoco disse também que não é possível só com o depoimento do comerciante Jeferson Fiuza de Moraes afirmar se ele agiu ou não em legítima defesa. Para ele, as provas obtidas por meio da perícia serão fundamentais para definir o que aconteceu na loja.

O delegado Roberto Tadeu Sampaio Lopes disse que a arma de Moraes estava regular e não havia impedimento para que ele a guardasse na loja. / W.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.