Para fugir de lei seca, homem se diz vereador

Um homem se passou por vereador para tentar não ser preso por embriaguez ao volante na Rodovia Raposo Tavares, em Canitar (SP). Após ser flagrado no bafômetro, José Roberto Mendonça insistiu, já na delegacia, que recebeu 400 votos nas eleições. Mas um levantamento mostrou que ele não se elegeu. Além de ter o carro apreendido e receber multa de R$ 3,5 mil, ele responderá por falsidade ideológica.

O Estado de S.Paulo

19 Janeiro 2013 | 02h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.