Para ensino, ainda faltam materiais. E em português

Mesmo com uma lei que obriga há quase dez anos o ensino de história africana e afro-brasileira no País - a Lei 10.639 -, professores ainda têm dificuldade para encontrar material que fuja do estereótipo sobre o continente. E pior: entre o que está disponível, pouquíssimo é escrito em Português.

O Estado de S.Paulo

06 Julho 2014 | 02h01

Dados de uma pesquisa do Centro de Estudos das Relações do Trabalho e Desigualdades (Ceert), em parceria com o Ministério da Educação e a Unesco, mostrou que o conteúdo é ainda escasso nas escolas.

O estudo mostrou que a implementação de conteúdos de forma transversal - em todas as disciplinas - ocorre de forma lenta em todas as redes escolares, mas as municipais (com 46% das escolas) e as estaduais (com 39%) estão na frente das particulares (6%). / B.F.S.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.