Para controlar a lentidão, 16 acessos às Marginais poderão ser restritos

Sete meses depois de abrir ao tráfego novas pistas, a Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) vai contratar uma empresa para criar um sistema de sinalização e controle de tráfego nas Marginais do Tietê e do Pinheiros. Isso possibilitará restringir o acesso de veículos quando as pistas estiverem sobrecarregadas. As vias vão ganhar monitoramento total, 24 horas, e será possível fazer o rastreamento dos veículos. Haverá ainda controles de acessos em 16 pontos.

Eduardo Reina, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2010 | 00h00

Nesses pontos, serão instalados semáforos. Quando os sinais marcarem vermelho, por conta de congestionamentos ou problemas na pista, os agentes de trânsito automaticamente fecharão o acesso.

A Dersa fará um leilão eletrônico para escolher a empresa que fornecerá os equipamentos em dez dias. Já a adoção do novo sistema, incluindo a aprovação pela Prefeitura de São Paulo, demorará 24 meses. A partir do quarto mês de desenvolvimento deverá ser iniciado funcionamento em operação assistida.

O novo sistema incluirá câmeras de vídeo para monitorar em tempo real as condições de fluidez de tráfego e identificação de incidentes, como carros quebrados. Haverá ainda radares capazes de ler placas (LAPs), conjuntos para detecção de altura excedente de caminhões, painéis de mensagens e de informações aos usuários.

Isso permitirá mais autuações de veículos em desacordo com a legislação de trânsito, falta de pagamento de licenciamento e multas ou pendências na Justiça. De acordo com especialistas em controle de tráfego, também se abre a possibilidade para implementar maiores restrições ao tráfego na capital - incluindo o pedagiamento da via expressa da Marginal do Tietê.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.