Para conter chuvas, Prefeitura de SP vai recuperar projetos de drenagem

Haddad afirma que capacidade de escoamento atual é insuficiente e diz que secretaria vai reavaliar propostas da gestão passada

Artur Rodrigues, de O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2013 | 12h24

Depois das fortes chuvas que pararam a cidade na semana passada, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, afirmou nesta segunda-feira, 18, que o escoamento da cidade está funcionando. "O retorno que eu tenho é que o serviço de escoamento, de limpeza de córrego e de limpeza de ramal, está sendo bem feito pelas empresas contratadas. Do ponto de vista do escoamento, a capacidade instalada está limpa, o problema da capacidade instalada é que ela é insuficiente", disse, durante evento sobre educação na Vila Madalena.

 

Ele afirma que está "tirando do armário vários projetos de aumento da capacidade de drenagem da cidade". "Tem mais ou menos R$ 150 milhões em obras que não foram licitadas e que estão sendo recuperadas pela Siurb (Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras) para avaliação técnica e eventualmente licitação", disse. Segundo ele, são obras pequenas de drenagem.

 

As obras de macrodrenagem, já anunciadas anteriormente, tratam da melhoria no sistema Zavuvus e Aricanduva. De acordo com Haddad, como os projetos estavam engavetados, vão ter que passar por avaliação técnica antes de ir para licitação.

 

Creches. Questionado sobre o aumento do número de creches na cidade, Haddad afirmou que a Prefeitura já conseguiu boa parte dos terrenos para a construção de novas unidades. "A última informação que eu tenho é que conseguimos, do dia 2 de janeiro para cá, um quarto dos 172 (terrenos) previstos", disse. Segundo ele, será publicado nos próximos dias o decreto que vai transformar esses locais em áreas de utilidade pública.

 

Tudo o que sabemos sobre:
enchenteschuvasfernando haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.