Para celebrar Momento Itália-Brasil, ônibus farão tours pela SP italiana

Iniciativa que marca aniversário de 130 anos da imigração e terá cerca de 500 eventos em 11 cidades foi lançada oficialmente ontem

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

14 Outubro 2011 | 03h01

Mostrar a Itália que existe em São Paulo. Esta é a proposta dos city tours organizados pela Câmara Ítalo-Brasileira que ocorrerão a partir de março - e cuja primeira viagem-teste, para convidados, está marcada para este domingo. O passeio é parte do Momento Itália-Brasil, lançado oficialmente ontem - em cerimônia da qual participou o governador Geraldo Alckmin (PSDB) - e que terá, até o ano que vem, uma série de ações para reforçar a ligação dos países.

No caso do city tour, trata-se de uma reedição melhorada de experiência realizada em 2004, durante as comemorações dos 450 anos de São Paulo. O passeio mostra marcos da presença italiana na cidade, como o Monumento às Bandeiras - cujo escultor, Victor Brecheret, nasceu na Itália - e o bairro do Bexiga (veja roteiros acima). "Na época, utilizávamos um ônibus executivo de 40 lugares. O projeto previa um mês de tour, mas a procura foi tanta que precisamos colocar dois ônibus e expandir a programação por seis meses", lembra Erica Bernardini, da Câmara Ítalo-Brasileira.

No ano que vem, serão oito micro-ônibus de 16 lugares, que percorrerão quatro trajetos diferentes. Os passeios ocorrerão todo domingo, de março a dezembro, e vão durar das 9h às 18h. O ingresso, de R$ 30, inclui almoço em um dos 30 restaurantes com o selo Ospitalità Italiana.

Opções. O Momento Itália-Brasil vai marcar os 130 anos da imigração no Brasil. Serão quase 500 eventos em 11 cidades. Na programação, mostras de design e cinema, amistoso de futebol, São Paulo Fashion Week especial e música do ex-ministro Gilberto Gil e da cantora italiana Irene Grandi.

 

Programe-se. Neste domingo, há três opções para aproveitar o Momento Itália-Brasil: a exposição DNA Italiano no Brasil, de graça, no Conjunto Nacional; passeio ciclístico Da Itália ao Brasil, com saída às 11h do Parque do Povo e também gratuito; concerto na Sala São Paulo às 17h (até R$ 56).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.