Para Alckmin, corredores de ônibus da Prefeitura 'são um espetáculo'

Mas governador, que confirmou promessa de usar transporte público em compromisso oficial, ressaltou importância de se investir em metrô

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

10 de outubro de 2013 | 11h25

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin (PSDB) elogiou a gestão do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, em evento na manhã desta quinta-feira, 10, ao dizer que a Prefeitura "faz muito bem" em investir em corredores de ônibus: "Os corredores são um espetáculo". Alckmin ainda confirmou, como havia prometido na quarta-feira, que vai usar o transporte público para ir a compromissos externos - mas não definiu a data e nem se será de ônibus ou metrô. "Vamos marcar", disse apenas. Ele ainda afirmou que fará o trajeto "sem alarde".

Em coletiva de imprensa na quarta-feira, Alckmin havia se comprometido a usar o transporte público na semana que vem. O anúncio foi feito em um evento no Palácio dos Bandeirantes, na zona sul da capital, após a reportagem do Estado questionar se o tucano aceitaria usar o coletivo para trabalhar, como fez na semana passada o prefeito Fernando Haddad (PT). Como o governador mora no palácio, poderá utilizar os transportes coletivos para ir a compromissos fora.

Mobilidade. Apesar de elogiar os corredores de ônibus, Alckmin ressaltou a importância de investir em metrô e trens, pois esses meios têm capacidade de transportar  80 mil pessoas por hora, enquanto os corredores transportam entre 12 e 14 mil.

A meta do governo do Estado é aumentar de 74 km para 200 km a malha metroviária. Já os trens da CPTM, que hoje alcançam 256 km de extensão, devem ser "modernizados".

Mais conteúdo sobre:
AlckminHaddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.