Papa virá a Aparecida e ficará neste hotel

Móveis, talheres e roupa de cama usados por João Paulo II e por Bento XVI seguem intactos

JOSÉ MARIA MAYRINK, O Estado de S.Paulo

26 Abril 2013 | 02h01

O Vaticano informou ontem que o papa Francisco visitará o Santuário Nacional de Aparecida na segunda quinzena de julho, quando virá ao Brasil para participar da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), no Rio.

"Podemos confirmar que o santo padre virá a Aparecida", declarou o cardeal d. Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), após se reunir com a comissão encarregada da logística da viagem.

Francisco e seus assessores diretos ocuparão os mesmos aposentos usados por Bento XVI em maio de 2007, na Pousada Bom Jesus, um prédio centenário de tijolos aparentes, no centro, no meio de uma área de 12 hectares. O prédio, construído em 1894, abriga também o seminário diocesano. "Está tudo pronto, é só mudar a roupa de cama", disse d. Raymundo.

O cardeal convidou o papa, logo após o conclave, um mês atrás, para vir ao Santuário da Padroeira do Brasil e soube indiretamente, pela presidente Dilma Rousseff, que ele aceitou o convite. "Creio que os devotos da Mãe Aparecida e todos os brasileiros estarão felizes com essa visita e acorrerão para Aparecida para acolher e receber o Santo Padre, o papa Francisco, que vai trazer sua palavra e sua bênção", declarou o cardeal, em entrevista à TV Aparecida.

Os aposentos do papa ocupam parte do primeiro dos três andares do prédio, em uma área isolada que hóspedes, religiosos e turistas podem visitar. "É sempre uma visita guiada por monitores, porque isso aqui é uma preciosidade", informa a gerente da Pousada Bom Jesus, Adriana Lemes, que geralmente faz questão de acompanhar os visitantes. D. Damasceno, que mora em uma casa vizinha, na área do antigo seminário, também costuma aparecer.

O conjunto ocupado por João Paulo II em 1980 e por Bento XVI em 2007 mantém intactos os móveis, talheres, toalhas e roupas de cama. João Paulo II não pernoitou em Aparecida, mas se hospedou no apartamento de quatro ambientes para descansar e tomar refeições.

Um pequeno refeitório mantém pratos, copos e talheres na mesa como se o jantar fosse ser servido a qualquer hora. Na sala de estar, há um piano instalado para o pianista Bento XVI, que não chegou a tocar nele. Ao lado, uma pequena capela, na qual o papa celebrou uma missa. Na suíte, cama larga com dois travesseiros, mesa de escritório e banheiro com ducha e vaso sanitário separados por meia parede.

A Pousada Bom Jesus tem 76 apartamentos, amplos e confortáveis. A decoração, de pé direito com mais de 4 metros e abóbadas coloridas, foi restaurada. Duchas, internet, TV de plasma e telefones também garantem a comodidade, sem perturbarem o silêncio monástico do ambiente. No corredor do claustro interno, uma placa informa que Bento XVI fez nesse espaço caminhadas após as refeições. Os preços da diária, com café, são R$ 159 para apartamentos de solteiro e R$ 199 para casal.

Brasília. O cardeal de Aparecida e seu bispo auxiliar viajaram ontem a Brasília, provavelmente para discutir detalhes da visita. O programa oficial será divulgado no dia 7.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.