Papa estará seguro, diz ministro

Carvalho afirma que a visita de Francisco vai ajudar o País nesse 'momento de efervescência democrática'

Rafael Moraes Moura, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2013 | 02h03

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse que a visita do papa Francisco vai ajudar o País nesse "momento de efervescência democrática". O ministro também garantiu a segurança do religioso no Brasil. "Não é nem pelas Forças Armadas, é pelo nosso povo, pelo caráter do povo brasileiro, pela nossa democracia", disse o ministro.

Segundo Carvalho, a presidente Dilma Rousseff deverá receber o papa Francisco na base aérea do Galeão e, em outra ocasião, no Palácio Guanabara, sede oficial do governo do Estado do Rio de Janeiro. A presidente também deverá ir à "missa de envio" prevista para ocorrer em Guaratiba, na zona oeste do Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.