Panes seguidas param parte da Linha 2-Verde

Duas falhas, uma nos trilhos e outra em um trem, prejudicaram ontem a circulação na Linha 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena) do Metrô, lotando plataformas e obrigando parte dos usuários a usar linhas da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) para chegar até o centro de São Paulo.

BRUNO RIBEIRO, O Estado de S.Paulo

10 Outubro 2012 | 03h05

As falhas foram no horário de pico da manhã. A primeira, às 6h40, foi em um aparelho de mudança de via (equipamento que direciona automaticamente os trens para as plataformas) na Estação Vila Prudente. Por isso, trens só circularam entre as Estações Vila Madalena e Sacomã e com maiores intervalos entre os trens e composições andando com velocidade reduzida. Na Estação Tamanduateí, a conexão com a Linha 10-Turquesa da CPTM deixou a plataforma lotada. Usuários tiveram de embarcar ali e seguir, de trem, até a Estação Brás, no centro, onde há conexão com a Linha 3-Vermelha do Metrô.

A situação foi resolvida por volta das 8 horas. Mas às 8h10 outro problema deixou a mesma linha funcionando com velocidade reduzida. Um trem teve um defeito no sistema de freio de um dos vagões e não pôde mais circular. Os carros tiveram de ser esvaziados por agentes da companhia e os passageiros se amontoaram na estação. Depois da retirada do trem, a operação voltou a funcionar normalmente.

Linha 3. À tarde, os trens também circularam com intervalos maiores na Linha 3-Vermelha. Mas, desta vez, a falha não foi técnica: na Estação Corinthians-Itaquera, um usuário tentou pular da plataforma do Metrô para ter acesso à CPTM sem pagar passagem e, por segurança, a energia dos trilhos teve de ser desligada até a próxima estação, a Artur Alvim. O Metrô disse que a paralisação durou só 15 minutos, mas os trens precisaram circular com intervalos maiores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.