Pane para delegacias do Estado por 6 horas

Nenhuma delegacia paulista pôde registrar ocorrências por quase seis horas ontem. Uma falha impediu a comunicação entre todos os distritos policiais do Estado e os servidores da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp) em Taboão da Serra. Neste intervalo, saíram do ar, ainda, os sistemas conectados à intranet do governo, entres os quais o do Poupatempo.

Elvis Pereira e Suzane G. Frutuoso,

11 de outubro de 2010 | 11h18

 

A pane teve início pela manhã. Durante a manutenção corretiva da infraestrutura elétrica do Datacenter da companhia, um problema técnico afetou a rede de ligações dos servidores, segundo a Assessoria de Imprensa da Prodesp, que não detalhou o serviço efetuado no momento nem o dano causado. A partir daí, policiais civis não conseguiram mais acessar o sistema de Registro Digital de Ocorrência.

 

A intranet do governo também parou, impossibilitando, por exemplo, a consulta aos antecedentes criminais e o funcionamento dos sistemas de secretarias e do Poupatempo. A pane estendeu-se à delegacia eletrônica, na qual pode-se registrar pela internet crimes como furtos de documentos.

 

Há divergências sobre o horário de início da pane. Segundo a Prodesp, a falha foi identificada às 9h40. Mas delegacias visitadas pela reportagem registraram o problema em horários distintos. Os policiais desconheciam as causas.

 

No 48.º DP (Consolação), no centro, o serviço parou às 9 horas. No 5.º DP (Aclimação), também no centro, um escrivão confirmou que desde sábado à noite o sistema já não respondia. No 78.º DP (Jardins), zona sul, um policial notou a pane às 9h30. A última queixa por roubo havia sido registrada meia hora antes.

 

No 30.º Distrito Policial (Tatuapé), na zona leste, o transtorno foi constatado por volta das 8 horas. "A polícia nos orientou a aguardar em casa. Disse que ligaria quando o boletim de ocorrência pudesse ser registrado", afirmou a representante de vendas Inês Napo, de 57 anos, cujo sobrado, no Alto da Mooca, também na zona leste, havia sido invadido (leia mais abaixo). Além dela, outras quatro pessoas aguardavam atendimento no DP por volta de meio-dia.

 

Padrão. A recomendação seguia o procedimento padrão para esse tipo de situação, explicou o delegado Ricardo Prezia, do 48.º DP (Consolação). "Se o sistema não funciona a orientação é anotar os dados da ocorrência. Quando for possível registrar o BO, levamos na casa da pessoa para ela assinar ou pedimos para voltar mais tarde."

 

A Prodesp assegurou que a pane nos sistemas ligados ao IntraGov duraram cerca de duas horas. Já nas delegacias, acrescentou, a situação começou a ser normalizada às 14h40. A conexão foi totalmente restabelecida 40 minutos depois. Procurado, o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) informou que a pane não afetou o trabalho da corporação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.