Felipe César
Felipe César

Pane elétrica causa lentidão e superlotação na Linha 1 do Metrô

Usuários relatam que tempo de parada nas estações chegava a dez minutos, o que complicou o deslocamento na véspera do feriado

Mônica Reolom, O Estado de S. Paulo

30 Abril 2015 | 19h08

Atualizado às 19h30

SÃO PAULO - A Linha 1-Azul do Metrô teve uma pane de energia no trecho norte no fim da tarde desta quinta-feira, 30, resultando em fechamento de estações e superlotação nos trens. Usuários relatam que o tempo de parada em cada estação variava de cinco a dez minutos, o que complicou o deslocamento no horário do rush da véspera do feriado do Dia do Trabalho.

O administrador de empresas Valter Menezes, de 43 anos, entrou por volta das 16h40 em uma composição na Estação Consolação, da Linha 2-Verde. Normalmente, em 25 minutos ele teria chegado a Estação Jabaquara, na Linha 1-Azul. Nesta quinta-feira, no entanto, demorou uma hora e meia. "Os alto-falantes informavam que havia problemas elétricos no Tucuruvi. A cada estação, ficávamos parados por cerca de cinco minutos, esperando que na próxima a situação fosse melhorar", afirma Menezes.

Segundo seu relato, da Praça da Árvore ao Jabaquara as plataformas estavam vazias, o que causou estranhamento entre as pessoas dentro do trem. Ao sair da Estação Jabaquara após as 18 horas, entretanto, o administrador diz que havia uma multidão de pessoas esperando as catracas serem liberadas, em ação do Metrô para contenção de fluxo de pessoas. "No total, demoro 50 minutos do trabalho até em casa. Hoje foram duas horas e dez minutos", contabiliza Menezes.

O Metrô informou que, por volta das 17h, um problema na eletricidade fez os trens circularem com velocidade reduzida entre as Estações Jabaquara e Tucuruvi. Alguns minutos depois, o trecho de Santana a Tucuruvi parou de funcionar e esta foi fechada. Às 19h, a Linha 1-Azul operava de Jabaquara a Santana normalmente e dali até a Parada Inglesa em uma única via, o que causava lentidão. A Estação Tucuruvi permanecia fechada.

O Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) foi acionado às 18h30, a pedido do Metrô, para atender o trecho entre as Estações Santana e Tucuruvi.

O problema se refletiu em outras estações como a Sé. A Linha 3-Vermelha chegou a operar com velocidade reduzida logo após a falha, mas as 18 horas já havia normalizado.

Mais conteúdo sobre:
Metrô São Paulo transporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.