Pais só souberam da morte do filho pela lista da TAM

Fábio Balsells era recém casado e estava em Porto Alegre cumprindo compromissos profissionais

Carmen Pompeu, especial para o Estadão,

19 de julho de 2007 | 01h00

Os parentes do cearense Fábio Costa Balsells acreditavam que ele embarcaria de Porto Alegre, com destino a São Paulo, apenas na quarta-feira, 18. Surpreenderam-se ao ver o nome dele na lista de passageiros que estava no Airbus A320 que se chocou contra um depósito da TAM Express e explodiu, na terça-feira à noite. Veja também:Separado da família, advogado vê explosãoEmpresário paulistano competiu na S. SilvestreMorte de 4 da mesma família comove BirigüiEmpresário queria abrir empresa em AngolaPassageiro antecipa vôo e morre em acidenteIrmãs queriam assistir a filme de Harry PotterAmazonense filho único vinha de curso no RS Fábio era administrador de empresas. Estava em Porto Alegre a trabalho. Ele morava em São Paulo desde 2004 e era funcionário da Petrobras desde 2006. Casado com uma carioca há um ano, não tinha filhos. Amigos o descrevem como uma pessoa alegre e de bem com a vida. Desde a noite de terça-feira, os pais de Fábio, que moram em Fortaleza, estavam apreensivos. Ligaram para a nora, que mora em São Paulo. Não tinham certeza se Fábio havia embarcado ou não no vôo 3054. De manhã, ao olharem a lista de passageiros, ficaram desesperados. A casa onde moram os pais dele permaneceu fechada por toda a manhã. Somente alguns amigos foram recebidos. Cláudio Balsells, irmão de Fábio, disse por telefone que a família ainda não sabe que providências deverão ser adotadas.

Tudo o que sabemos sobre:
Vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.