Pais de motorista teme reação de parentes de jovem arrastada

Jovem continua internada em estado grave; mãe de Admilson diz estar arrasada e preocupada com Flaviana

Cláudio Dias, especial para O Estado de S.Paulo

01 de outubro de 2008 | 21h26

A família do motorista Admilson Alves de Oliveira, de 26 anos, que colidiu com uma moto e arrastou a estudante universitária Flaviana Barbosa, de 27 anos, teme a reação dos parentes da jovem. A mãe do acusado, a dona de casa Aparecida Fátima de Oliveira, de 46 anos, reconhece que o filho errou ao fugir da cena, mas nega que ele soubesse da presença da jovem embaixo do carro por 900 metros no acidente em Araraquara, a 270 quilômetros de São Paulo. "Estamos arrasados e sinceramente não desejamos isso para ninguém", relata a mãe.   Veja também: Justiça nega liberdade a motorista que arrastou jovem Família de jovem arrastada não perdoa motorista   "Ele é um menino muito bom, é trabalhador e só fugiu porque ficou mesmo apavorado. Ele errou e sabe que devia ter parado", destaca o pai, Joaquim de Oliveira, de 49 anos. "A gente tem medo de falar com a família dela porque deve estar todo mundo muito nervoso e preocupado com a saúde dela", diz. Aparecida confidencia que busca por notícias de Flaviana na imprensa e apelou para um disfarce. "Eu mesmo liguei lá no hospital para pedir informações porque estamos muito preocupados."   Segundo Paulo Barbosa, irmão de Flaviana, ela permanece internada em coma induzido no Hospital Beneficência Portuguesa e em estado grave. Na sexta-feira passada, ela e o noivo foram derrubados da moto na via que liga Araraquara a Américo Brasiliense. O noivo teve ferimentos leves na mão. Ela bateu a cabeça no vidro da frente e caiu na frente do carro. Segundo o motorista, ele não viu a jovem e assustado fugiu arrastando a estudante por 900 metros. Ele tentou escapar uma segunda vez e, logo depois, acabou preso pela polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
acidentejovem arrastadaAraraquara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.