JB Neto/AE
JB Neto/AE

Pai mata filha a facadas em Osasco e alega legítima defesa

Caminhoneiro diz que ela era usuária de drogas e tentou impedi-la de sair de cas; ele reconheceu, no entanto, que estava alcoolizado no momento do crime

Bruno Lupion, do estadão.com.br,

07 Dezembro 2010 | 04h19

SÃO PAULO - Um caminhoneiro de 54 anos assassinou a facadas a própria filha, de 17, após tentar impedi-la de sair de casa na noite de segunda-feira, 6, em Osasco, na Grande São Paulo. O homem trocou de camisa e tentou fugir com as três facas usadas no crime, mas acabou preso por policiais militares. Ele disse que agiu em legítima defesa durante uma briga com a filha, que seria usuária de drogas, mas reconheceu que estava alcoolizado.

 

Segundo a polícia, Antonio Bispo de Jesus desferiu nove golpes contra a adolescente Andressa Aparecida Passos de Jesus, por volta das 20 horas, na sala da residência, localizada no Jardim Munhoz Júnior. Andressa chegou a correr e pedir ajuda a um vizinho, mas morreu a caminho do pronto-socorro.

 

Ao ser detido na rua de casa, Antonio apresentava um corte na região do abdome e se defendeu dizendo que havia sido atacado pela filha. A garota cuidava de três irmãos menores, que agora serão entregues ao Conselho Tutelar ou a algum parente, pois sua mãe já morreu.

 

O caminhoneiro foi levado ao 10º Distrito Policial, no Jardim Baronesa, e autuado em flagrante pelo delegado Gilberto Montenegro Costa Filho. Ele deve ser encaminhado na manhã desta terça-feira, 7, a um Centro de Detenção Provisória (CDP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.