Pai liberta filho após mantê-lo refém por 5 horas em SP

Homem ficou com a criança no fim de semana; após uma briga com a ex-mulher, fez o garoto de 12 anos refém

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

26 de agosto de 2008 | 04h27

Alvaro Borgonha de Moura, 32 anos, libertou o filho Renan, 12, depois de mantê-lo refém por 5 horas e meia no interior de um sobrado da Rua Salvador Mazza, no Jardim Elisa Maria, na zona norte de SP, nesta terça-feira, 26.   O drama começou por volta das 22h30 de segunda-feira, 25. Armado com uma faca, Alvaro resolveu pegar o garoto como refém após ter uma discussão com a ex-esposa, Kátia, mãe do menino. O casal é divorciado e Alvaro estaria inconformado com o fim do casamento.   O pai passou o final de semana com o garoto e havia sido combinado que na segunda-feira à noite o menino seria entregue para a mãe. Kátia dirigiu-se até lá para pegar a criança, mas, após a discussão, Moura resolveu não devolver o garoto.   Às 4 horas, os policiais conseguiram convencer o pai a liberar a criança, que saiu ilesa da casa. Cinco minutos depois Alvaro também deixou a casa e entregou à PM uma faca. A mãe do menino acompanhou tudo do interior de uma das viaturas da PM acionadas para a frente do sobrado. PMs do Grupo de Ações Táticas e Especiais(GATE) foram solicitados, mas foi um soldado do batalhão de área que obteve êxito nas negociações.   O acusado, que mora no sobrado com outras 8 pessoas e possui outros dois filhos com a ex-esposa, foi encaminhado ao 72º Distrito Policial, de Vila Penteado.

Tudo o que sabemos sobre:
refémSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.