Pai é preso acusado de violentar filha e transmitir via web

O acusado preso em Osasco responderá pelos crimes de atentado violento ao pudor e pedofilia online

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

21 de agosto de 2007 | 15h46

A Polícia Federal prendeu na manhã desta terça-feira, 21, em Osasco, na grande são Paulo, um empresário de 32 anos que transmitiu ao vivo por uma webcam conectada ao messenger, o abuso sexual que praticou contra a filha, então com 9 anos, em 2004.   O Ministério Público Federal e a PF investigavam o caso após denúncia anônima e o acusado responderá pelos crimes de atentado violento ao pudor e pedofilia online. Após o fornecimento dos dados pela Microsoft e pela Telefônica, foram iniciadas diligências em Osasco, onde foi descoberto que o empresário usava a linha de um vizinho para usar a conexão de banda larga usada para a transmissão.   Se condenado pelos dois crimes, o empresário pode pegar de 9 anos e meio a 17 anos e meio de prisão. Ele encontra-se detido nesse momento em prisão do sistema estadual. O nome do acusado é preservado em respeito à vítima e sua família.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.