Pai e filha são achados mortos no Jd. Arpoador

Pai e filha foram encontrados mortos no apartamento em que ambos moravam, no Jardim Arpoador, zona oeste da cidade, na manhã de ontem. Eles estavam com marcas de ferimentos a faca. A polícia não confirmou se algum objeto foi roubado.

O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2012 | 03h06

Segundo a Polícia Civil, os corpos do gerente Edilson Oliveira Aquino, de 59 anos, e da filha, a operadora de telemarketing Camila Silveira Aquino, de 24, foram encontrados pelo outro filho de Aquino, de 33 anos. Ele disse à polícia que havia ido ao apartamento porque o pai não foi ao trabalho nem atendeu o telefone. Ao chegar na casa, encontrou o pai e a irmã caídos na cozinha e, desesperado, começou a gritar por socorro.

A Polícia Militar foi chamada por vizinhos, que acudiram o filho. O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, que informou já ter pistas do assassino. /BRUNO RIBEIRO

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.