Pai é acusado de atirar bebê de um mês contra a parede em SP

Segundo as primeiras informações, a criança foi encaminhada ao Hospital Pedreira e está em estado grave

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

22 de outubro de 2007 | 16h08

Um bebê de um mês e três dias foi atirado contra a parede em uma casa da Estrada do Alvarenga, na Favela da Fumaça, zona sul de São Paulo, na tarde de domingo, 21. A criança foi socorrida por vizinhos e encaminhada ao Hosptial Pedreira, em estado gravíssimo. Segundo a polícia, o principal suspeito da agressão é o próprio pai da criança.   De acordo com a Secretaria de Segurança Pública estadual, a agressão teria acontecido por volta das 14 horas, após uma briga entre os pais da criança, motivada pelo choro do bebê, que estaria incomodando os vizinhos. Em meio à confusão, Joseval da Silva Santos, de 29 anos, teria atirado o filho contra a parede. Santos está foragido e o caso foi registrado no 98º Distrito Policial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.