Pai de Karina Bacchi atropela quatro em Ilhabela; um morre

Uma das pessoas teve ferimentos graves; polícia diz que engenheiro vai responder por homicídio culposo

Simone Menocchi, O Estado de S.Paulo

29 Dezembro 2008 | 21h23

O engenheiro Italo Bacchi, pai da atriz Karina Bacchi, foi preso em flagrante na tarde desta segunda-feira, 29, depois de atropelar quatro pessoas em Ilhabela, litoral norte de São Paulo. Uma das vítimas, o comerciante Ricardo Whately Tompson, de 50 anos, morreu na hora. O acidente aconteceu na Avenida José Pacheco, na Praia do Curral. O engenheiro acabava de sair de um restaurante e segundo a policia informou, apresentava embriaguez. Teste do bafômetro acusou o índice elevado do consumo de álcool. A outra vítima, Silvia Amaral Campos Sales, de 50 anos, ficou gravemente ferida e foi socorrida ao hospital da ilha. Também foram atropelados a turista Fabiana Aun Abud e o menino Guilherme Garcia Giocomo, de 2 anos. O engenheiro ainda bateu em outros quatro carros com sua Pajero, com placas de Campinas.  Na delegacia, Bacchi contou que o carro foi deixado engatado pelo manobrista do restaurante e que isso o fez perder o controle do veiculo. Apesar da tentativa de explicação, segundo a polícia, ele vai ser processado por homicídio culposo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.