Pai de estudante não comenta confissão de jovem

Luiz Carlos Samudio, pai de Eliza, e familiares não querem comentar o depoimento do primo do goleiro Bruno, de 17 anos, que confessou participação na morte da jovem. No início da tarde de ontem, Samudio chegou a Foz do Iguaçu (PR) depois de acompanhar as investigações sobre o desaparecimento da filha em Belo Horizonte. "Como não estava passando muito bem, resolvemos voltar para Foz do Iguaçu, a fim de que ele fizesse alguns exames médicos", disse o advogado Sérgio Barros da Silva. A previsão era de que eles voltassem a Minas ainda ontem ou hoje pela manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.