Pai acorrenta garotos para evitar fuga

Dois meninos, de 8 e 9 anos, foram encontrados acorrentados ontem de manhã em uma casa na Rua Mário Lago, no Jaçanã, zona norte. A polícia chegou ao local após uma denúncia anônima. O pai disse que acorrentou as crianças porque elas fugiam sempre que estava no trabalho. Segundo a polícia, outros seis irmãos dos garotos, com idade entre 4 e 15 anos estavam na casa. Uma delas tem síndrome de Down.

Pedro da Rocha, O Estado de S.Paulo

21 Janeiro 2011 | 00h00

A mãe dos garotos morreu. Em depoimento, o pai disse que certa vez os dois fugiram e ficaram três dias sumidos. Foram encontrados em uma favela. Encaminhados para o Hospital São Luiz Gonzaga, os meninos não apresentavam sinais de agressão. O Conselho Tutelar entregou as crianças para a avó paterna. O pai será indiciado por maus-tratos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.