Pagodeiro acusado de morte da ex deve se apresentar à polícia no período eleitoral

GUARULHOS

, O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2010 | 00h00

Acusado de causar a morte da ex-mulher, o pagodeiro Evandro Gomes Correia Filho, de 37 anos, quer aproveitar o período eleitoral para se apresentar à Justiça. O objetivo dele é contar sua versão sobre o crime entre os dias 28 deste mês e 5 do próximo, quando não pode ficar detido por causa da eleição, apesar de haver um mandado de prisão contra ele. O músico é procurado desde a morte da ex-mulher Andréia Cristina Bezerra Nóbrega, de 31. Em 18 de dezembro de 2008, ela e o filho do casal, Lucas, então com 6 anos, caíram do terceiro andar do prédio onde moravam, em Guarulhos. Andréia e Evandro haviam discutido. Com uma faca na mão, ele teria tentado agredi-la. Ela jogou o filho pela janela e depois pulou. O menino sobreviveu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.