Padrinho de entidades, vereador defende ''lazer para a periferia''

"Padrinho" do futebol de várzea da zona sul, o vereador Milton Leite (DEM) defende o modelo de gestão nos clubes da comunidade. Nos últimos cinco anos, o vereador teve executadas pelo governo municipal R$ 1,8 milhão em emendas que previam reformas e instalação de grama sintética e de refletores em CDCs.

Diego Zanchetta, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2011 | 00h00

É Leite o responsável, por exemplo, pelas melhorias realizadas no CDC Caldeirão do Iporanga, onde houve o show do cantor Belo no dia 21. "A orientação é para que não sejam realizados shows dentro dos clubes. Mas fora isso, esses locais são uma excelente opção de lazer para a comunidade da periferia. Tem aulinhas de futebol, jogos. Diversão não falta", diz o vereador.

Leite diz que os clubes "ajudam a retirar as crianças das ruas", mas concorda que hoje não há supervisão da Secretaria Municipal de Esportes sobre esses equipamentos.

"A comunidade já faz uma boa gestão. O CDC é uma maravilha aos finais de semana, com jogos sempre lotados de jovens", afirma Leite, que tem como base eleitoral os bairros pobres às margens da Represa Billings. Um de seus filhos, de 24 anos, é deputado estadual no segundo mandato. O caçula, de 21 anos, foi eleito em 2010 o deputado federal mais jovem do País, com 101 mil votos. O Estado também procurou o vereador Antônio Goulart (PMDB), mas não conseguiu localizá-lo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.