Padre larga a batina após engravidar fiel

Aos 32 anos, Gerônimo Moreira, da cidade de Gavião (BA), afirma querer se casar na igreja

Tiago Décimo, O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2013 | 02h11

SALVADOR - A última das três missas do domingo celebradas pelo padre Gerônimo Moreira, de 32 anos, na Igreja Matriz de Gavião (BA), cidade 245 quilômetros a noroeste de Salvador, surpreendeu os fiéis. Ao fim da cerimônia, Moreira começou a ler uma carta na qual se despedia da igreja para "assumir a paternidade e a vida familiar". Pouco depois, o padre publicou a carta em sua página no Facebook.

A decisão veio depois de a namorada do padre, funcionária pública no município de Conceição do Coité, vizinho de Gavião, Emília Carneiro, de 23 anos, contar ao religioso que estava grávida. A descoberta foi feita em maio e, segundo o padre, desde lá os dois entraram em crise. "Assumi (a paternidade), mas tinha muito medo da reação das pessoas da comunidade e da família dela", conta.

Moreira conta que conheceu Emília ainda durante seu seminário, em 2007, e que eles desenvolveram uma "amizade especial", baseada em telefonemas e mensagens de texto. Em 2011, depois de Moreira assumir a paróquia de Gavião, ela passou a frequentar as missas no local. O primeiro beijo, porém, só foi dado no ano passado. "No primeiro momento, veio a sensação de que aquilo era um erro, que não deveria ter acontecido, mas depois a vontade de ficar junto foi ficando maior", conta.

Nas redes sociais, o padre recebeu homenagens e mensagens de apoio de funcionários e frequentadores da paróquia. "Fiquei muito emocionado no dia da despedida, com o carinho das pessoas ainda na igreja, e com as manifestações de apoio que tenho recebido desde minha decisão", diz.

Aos três meses de gravidez, o casal planeja se mudar para Feira de Santana, onde mora um irmão de Moreira. O ex-padre começou a fazer bicos como pedreiro e planeja fazer faculdade de engenharia. Diz que quer se casar com Emília na igreja, mas depende de autorização do papa para isso. "O bispo (Ottorino Assolari, da diocese de Serrinha) está lidando com os procedimentos", conta.

Tudo o que sabemos sobre:
padreigreja

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.