Padre italiano fez capela no centro de SP

Uma joia no centro de São Paulo passa despercebida por muitos moradores e até por guias turísticos. Construída pelo padre e arquiteto italiano Domingos Delpiano, a Capela do Menino Jesus e Santa Luzia foi inaugurada há 110 anos no número 104 da Rua Tabatinguera.

O Estado de S.Paulo

16 Setembro 2012 | 03h01

Na época, a capela era propriedade de uma "dama da sociedade" que abriu a chácara, nas proximidades da Praça da Sé, para homenagear Santa Luzia e o Menino Jesus de Praga, cuja imagem havia perdido na volta de uma viagem a Paris, e recuperado posteriormente, de forma inesperada.

O "milagre" aconteceu depois que Anna Maria de Almeida Lorena Machado perdeu todos os seus pertences em um naufrágio de navio - a imagem foi encontrada em uma praia, onde a família aguardava por socorro.

De volta à chácara, encomendou a capela como agradecimento e abriu as portas em 13 de dezembro, data em que se comemora a festa da santa, considerada a protetora dos olhos.

Em estilo neogótico, com obras ornamentais do pintor florentino Orestes Sercelli, é propriedade hoje da Mitra Diocesana. Tombada pelos órgãos estaduais e municipais de defesa do patrimônio, já foi parcialmente restaurada. Além da beleza externa, atrai devotos pela realização esporádica da chamada missa tridentina, rezada em latim. /ADRIANA FERRAZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.