REUTERS/Josue Decavele
REUTERS/Josue Decavele

Paciente é internado com suspeita de dengue hemorrágica em Valinhos

Vigilância Epidemiológica fez coleta de sangue e encaminhou o material para análise no Instituto Adolfo Lutz; resultado deve sair em até duas semanas

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

01 Fevereiro 2018 | 09h58

SOROCABA - Um homem de 47 anos está internado com suspeita de dengue hemorrágica, a forma mais severa da dengue, em Valinhos, interior de São Paulo. O paciente apresentou alterações na coagulação sanguínea, um dos principais sintomas da doença. 

Morador do bairro Parque das Colinas, ele está internado na Santa Casa de Valinhos e seu estado é considerado grave. Nesta quarta-feira, 31, a Vigilância Epidemiológica fez coleta de sangue e encaminhou o material para análise no Instituto Adolfo Lutz. O resultado deve sair em até duas semanas.     

A prefeitura intensificou o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e de outras doenças. Agentes estão indo de casa em casa para eliminar focos do mosquito. 

A cidade teve quatro casos confirmados de dengue em 2017, dois deles importados - os pacientes se contaminaram em outras cidades -, mas ainda não tinha registrado casos de dengue hemorrágica. 

Em todo o Estado, em 2016, foram registrados 1.180 casos de dengue grave, dos quais 113 evoluíram para óbito, conforme dados do Ministério da Saúde. No ano passado, houve 17 casos de dengue grave, incluindo a forma hemorrágica, com cinco óbitos.

Mais conteúdo sobre:
dengue

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.