Instituto Parque do Gideão
Instituto Parque do Gideão

Paciente é espancado até a morte em clínica para dependentes

Márcio Ferreira dos Santos teria sido castigado por ter assediado a dona do Instituto Parque do Gideão, em Itu

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

18 Abril 2018 | 21h44

SOROCABA - Um paciente foi espancado até a morte dentro de uma clínica para reabilitação de dependentes químicos, em Itu, no interior de São Paulo, segundo a Polícia Civil. Exames realizados no corpo, encontrado na tarde desta terça-feira, 17, sobre uma cama, em um dos dormitórios, indicaram ferimentos produzidos por agressões e espancamento. O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou traumatismo craniano e hemorragia interna no tórax.

+++ Clínica para dependentes químicos é interditada por maus-tratos em Itu

A vítima, Márcio Ferreira dos Santos, de 44 anos, teria sido castigada por ter assediado a sócia-proprietária da clínica. Conforme a Polícia Civil, ela teria pedido a um dos internos, que exerce função de chefia no local, que aplicasse um "corretivo" no paciente. O homem foi espancado com um pedaço de madeira. Quatro internos já ouvidos pela polícia confirmaram a agressão.

+++ Prefeitura de SP pede aval para internação à força; promotor teme ‘caçada humana’

O suspeito foi detido e teve a prisão temporária decretada, mas os donos da clínica não foram localizados e podem ser considerados foragidos, se não se apresentarem. Os pacientes que estavam no local estão sob os cuidados da assistência social do município.

+++ Plano de Doria para internação de dependentes inclui hospital fechado

Fechamento

De acordo com a prefeitura de Itu, a clínica Instituto Parque do Gideão foi fechada pela Vigilância Sanitária em novembro do ano passado por irregularidades como falta de higiene e instalações inadequadas. Uma denúncia de que o local continuava recebendo pacientes levou a uma nova interdição em janeiro deste ano.

Os donos foram denunciados pelo Ministério Público por maus-tratos. Ainda segundo a prefeitura, familiares estão sendo contatados para a devolução dos pacientes.

Mais conteúdo sobre:
Itu [SP]linchamentohomicídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.