Pacaembu: reforma vai parar no DP

Imóvel tombado teve obra ilegal, diz Prefeitura

O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2012 | 02h04

Um casarão do início do século 20, dentro da área tombada do Pacaembu, foi modificado sem autorização municipal. Críticos da obra reclamam que o imóvel foi completamente descaracterizado, pois perdeu o estilo arquitetônico original e ganhou contornos quadrados e vidros espelhados. Segundo a Prefeitura, a reforma é irregular e mais de R$ 60 mil em multas já foram cobrados.

O casarão fica na Avenida Pacaembu, 878. Construído no estilo missões, que lembra as "missiones" espanholas na América, o imóvel ficou abandonado por 15 anos. Acabou pichado e invadido, até que foi vendido em 2011. Foi quando as reformas começaram. O então dono, o advogado Edwal Fernandes, disse que a estrutura estava frágil e podia desabar. "Fiz tudo conforme a lei. O Código de Obras permite iniciar reforma se o pedido de análise não for respondido pela Prefeitura em até 180 dias."

Ele contesta na Justiça a multa de R$ 60 mil. "Pedi autorização a primeira vez e indeferiram. Consegui documentos e indeferiram novamente. O desgosto me levou a desfazer-me do referido imóvel, tomando grande prejuízo."

O atual dono é o médico Mauro Grynszpan. Ele afirma que contratou uma empresa de despachantes para regularizar a situação. "A obra foi emergencial, mas agora tudo está legalizado."

A Prefeitura, porém, contesta essa versão e diz que vistoria feita na semana passada constatou que trabalhos irregulares continuam. Segundo a Secretaria das Subprefeituras, a administração fez boletim de ocorrência por desobediência. /R.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.