Oscar Maroni sai da prisão após 6 dias em São Paulo

Empresário foi detido na semana passada acusado de ameaçar a ex-namorada, que é testemunha em processo

21 de julho de 2009 | 08h34

O empresário Oscar Maroni deixou a prisão na noite da segunda-feira, 20, após conseguir o relaxamento da prisão. Maroni foi preso na semana passada, acusado de ameaçar a ex-namorada, que é testemunha em um processo contra o empresário, que é dono da boate Bahamas.

 

Veja também:

lista Relembre as prisões e polêmicas que envolvem Oscar Maroni

 

Maroni ficou seis dias preso no 40º Distrito Policial (Santa Maria). A juíza Maria Fernanda Belli, do Departamento de Inquéritos Policiais e Polícia Judiciária (Dipo), aceitou o pedido de relaxamento de prisão feito pela defesa do empresário.

 

No dia 15 de julho, ele foi preso acusado de ameaçar a ex-namorada. Maroni é acusado de formação de quadrilha, exploração da prostituição, manutenção de prostíbulo e tráfico interno de seres humanos.

Tudo o que sabemos sobre:
Oscar MaroniBahamasprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.