Divulgação
Divulgação

Os mil traços de Amy foram parar no shopping

Mesmo sem a ajuda das caricaturas aí ao lado, você seria capaz de adivinhar de quem este texto trata só com a seguinte descrição: cabelo preto em forma de colmeia, olhos marcados por delineador grosso, tatuagens e minivestidos acinturados. Pensou em Amy Winehouse, certo?

Denize Guedes, O Estado de S.Paulo

06 de setembro de 2011 | 00h00

Pois as características físicas e o estilo da cantora britânica, morta em julho deste ano, inspiraram a exposição Amy a Mil Traços - que pode ser conferida na praça de eventos do Shopping SP Market, até o dia 18.

"Logo após a morte de Amy, notei vários desenhistas postando trabalhos em homenagem a ela no Facebook (rede social). Lancei a ideia de fazermos uma exposição e deu certo", conta José Alberto Lovetro, o Jal, cartunista e curador da mostra.

Resultado: 44 cartunistas de todo o Brasil contribuíram, como a desenhista da equipe de Mauricio de Sousa, Vivi Yamabuchio, e o chargista do jornal O Liberal, de Belém, J. Bosco.

Já a maneira viral como a iniciativa surgiu fez até os organizadores batizá-la de flash expo (em alusão às flash mobs, reuniões marcadas online). "A rede não tem fronteiras: recebi contato de interessados em levá-la para outras cidades no País e Estados Unidos, Espanha, Portugal e Japão", conta Jal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.