Orçamento não garante novo serviço

Em abril do ano passado, o prefeito Gilberto Kassab (PSD) anunciou a reforma dos milionários contratos de varrição como remédio para as enchentes. Problemas na reformulação do edital, porém, fizeram os contratos antigos - que não preveem varrição aos domingos nem limpeza de bocas de lobo - serem prorrogados por mais um ano. Eles vencem no dia 23 de novembro, mas o orçamento de 2012 não prevê para o próximo ano esses dois novos serviços.

O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2011 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.