Opinião torcida

Boa índole

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2012 | 04h17

Das piadas sobre mineiridade que Ronaldinho Gaúcho ouviu nesses primeiros dias jogando conversa fora com a turma do Atlético Mineiro, a de que mais gostou foi aquela velha anedota do mineirinho que flagra a mulher na cama com outro homem e pega pesado com a infiel: "Muito moderninha a senhora, né? Daqui a pouco vai querer fumar!"

'Menas'

Depois de cogitar proibir a venda de refrigerantes em copos grandes, a prefeitura de Nova York deve lançar nos próximos dias uma nova ideia de medida de combate à obesidade: a criminalização da bengala na padaria é dada como favas contadas.

Destino novo

Montes Claros vive nesse Corpus Christi seu primeiro feriadão depois que a terra começou a tremer com frequência no município mineiro. Os hotéis da região esperam por turistas atraídos pela sensação sísmica. Não chega a ser um terremoto, mas a neve que ameaça cair na serra gaúcha e em Santa Catarina também não haverá de ser lá essas coisas.

Fraco e abusado

Apesar dos ataques que passou a sofrer depois que firmou aliança com o PR, José Serra não quer briga com Aurélio Miguel. Tem medo de machucar o ex-judoca líder do partido recém-coligado ao PSDB de São Paulo, aparentemente à sua revelia!

Justiça do trabalho

Até os flanelinhas de São Paulo ficaram chocados com a divulgação do salário de garagista da Câmara de Vereadores da capital (R$ 11.431,45). Isso quer dizer o seguinte: o preço do estacionamento nas ruas da cidade deve subir já neste fim de semana.

A maneira instantânea como o torcedor do Atlético Mineiro trocou a rejeição pela aprovação a Ronaldinho Gaúcho esclarece, de certa forma, por que todo brasileiro - ô, raça! - tem dificuldade em se reconhecer nas pesquisas: a opinião pública, de maneira geral, não presta!

As enquetes realizadas antes e depois da contratação do jogador pelo Galo teriam decerto resultado muito parecido se aplicadas a palmeirenses, caso a polêmica em pessoa tivesse renascido no Parque Antártica!

Toda torcida perdoa os defeitos de seus ídolos - nada mais explica a devoção dos vascaínos por Edmundo -, mas, sem a desculpa da paixão pelo futebol, tal vício de opinião tem se manifestado ultimamente com frequência na política do País.

O brasileiro, como se sabe, torce hoje em dia por dois grandes partidos adversários nas urnas e, também nesse campo, o desvio de conduta atua sempre na agremiação rival.

Resta saber se, a despeito do ódio recíproco que o ano eleitoral alimenta nas arquibancadas da militância, os tucanos não mudariam de opinião sobre Lula se o PSDB o contratasse até o fim da temporada! E se o PT anunciar FHC como reforço?

Casa de quem?

Quando, afinal, a CPI do Cachoeira vai

convocar a Mãe Joana para depor sobre a

venda da casa de

Marconi Perillo (foto) em Goiânia? Tá na

cara que ela intermediou a transação!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.