Operações urbanas vão levar mais gente para área de várzea

As cinco principais propostas urbanísticas da Prefeitura devem levar cerca de 450 mil pessoas para morar em áreas de várzea ou ao lado de córregos, onde hoje ocorrem os principais alagamentos da capital. São as operações urbanas Vila Sônia, Lapa-Brás e Mooca-Vila Carioca, Água Branca e Rio Verde-Jacu. Para urbanistas, há risco de que o adensamento populacional e a impermeabilização do solo provoquem mais enchentes. Já a Prefeitura argumenta que há previsão de obras para melhorar a drenagem. As propostas devem ficar prontas até o fim de junho, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

, O Estado de S.Paulo

19 Janeiro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.