Filipe Araújo/AE
Filipe Araújo/AE

Operação urbana está em fase de licenciamento ambiental

Mecanismo será utilizado pela Prefeitura para impulsionar indústrias e verticalização

Daniel Gonzales, estadão.com.br

14 de setembro de 2010 | 16h26

SÃO PAULO - A região de Itaquera deve ganhar em breve a operação urbana Jacu-Pêssego, ao longo do eixo da avenida de mesmo nome - mecanismo pelo qual construtoras adquirem títulos da Prefeitura, cujo valor é utilizado em obras no próprio bairro, e podem assim construir acima dos limites fixados em lei. A operação está, atualmente, em fase de aprovação ambiental. Obras viárias e verticalização devem ser, assim, favorecidos, impulsionando o desenvolvimento da área juntamente com o projeto do estádio corintiano, como uma espécie de pontapé inicial.

 

Planejada desde 2002, mas nunca regulamentada, a operação foi lançada em abril deste ano, com o objetivo de trazer mais indústrias e, consequentemente, também gerar mais empregos em Itaquera, segundo declarou, à época, o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Miguel Bucalem.

 

De acordo com o arquiteto Luiz Blota, ex-secretário-adjunto de Planejamento, o entorno do futuro estádio corintiano também irá ganhar o Pólo Institucional de Itaquera, já em obras desde maio último. No local, serão construídas uma escola e faculdade técnicas, incubadora de empresas, terminal rodoviário com 20 plataformas, centro de convenções, hotel e estacionamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.