Beatrice Caparbo/SSP/Divulgação
Beatrice Caparbo/SSP/Divulgação

Operação prende policiais envolvidos em roubos de carga no interior de SP

Região de Campinas concentra o maior número desse tipo de crime

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

11 Abril 2018 | 10h33

SOROCABA - Uma operação do Ministério Público de São Paulo, com apoio das polícias Civil e Militar, cumpre 17 mandados de prisão temporária contra envolvidos em roubos de cargas em sete municípios da região de Campinas, interior de São Paulo. Entre os alvos estão dois policiais militares, um policial civil e um guarda municipal, que já foram detidos. A força-tarefa, com integrantes do Grupo de Ações Especializadas Contra o Crime Organizado (Gaeco) do MP e do Batalhões de Operações Especiais de Polícia (Baep), cumpre ainda 22 mandados de busca e apreensão de documentos, bens e veículos.

+++ Polícia prende Capuava, um dos líderes do PCC em SP

+++ Caminhão que levava figurino de Katy Perry sofre tentativa de assalto no Rio

A região concentra o maior número de roubos de cargas de alto valor no Estado. Corregedores das polícias Civil e Militar acompanham as ações. De acordo com as investigações que resultaram na chamada "Operação Vidocq", referência a um filme policial com esse nome, os criminosos abordavam as vítimas dos roubos simulando uma blitz da Polícia Militar. Para isso, os assaltantes se apresentavam usando fardas da corporação. Os mandados são cumpridos em Campinas, Paulínia, Sumaré, Hortolândia, Nova Odessa, Artur Nogueira e Cosmópolis. 

+++ Papel higiênico e bituca levam PF a identificar bandidos

Mais conteúdo sobre:
Campinas [SP] assalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.