Operação Pancadão apreende 27 menores em nova blitz na zona sul

Blitz ocorreu no Jardim São Luís, onde 11 carros também foram recolhidos e um bar multado

Ricardo Valota e Solange Spigliatti, do estadão.com.br,

04 de fevereiro de 2012 | 04h02

SÃO PAULO - Uma blitz pertencente a mais uma etapa da "Operação Pancadão" foi realizada no início da madrugada deste sábado, 4, na região do Jardim São Luís, na zona sul da capital paulista, por fiscais da Subprefeitura do M' Boi Mirim, com apoio da Guarda Civil Metropolitana, da Polícia Militar e do Conselho Tutelar.

 

Durante a blitz nesta madrugada pelo menos 27 menores foram apreendidos e encaminhados para o 92º Distrito Policial, do Parque Santo Antonio. A ação tem por objetivo acabar com as festas e bailes funk no qual adolescentes se prostituem, usam drogas, ingerem bebidas alcoólicas, tudo sob um som alto, fora do horário, que perturba o sossego publico. Os adolescentes foram levados para a delegacia e só serão liberados mediante a presença dos pais ou um responsável.

 

Um bar, na Rua José Manoel Camisa Nova, próximo a um conjunto habitacional e ao cemitério do Jardim São Luís, foi autuado em R$ 65 mil por som alto, venda de bebidas alcoólicas para menores e pela existência de máquinas caça-níqueis. A operação teve início à 0h30 e nela foram apreendidos 11 veículos - seis deles com sistema de som de alta potência e cinco com o qual praticava-se comércio irregular. Não há registro ainda de apreensão de armas ou drogas na operação deste sábado 4.

 

Na madrugada do último dia 30, em mais uma blitz, outros 42 adolescentes foram apreendidos em bailes funk, também na região do M'Boi Mirim. Os jovens foram levados para a delegacia, ouvidos e liberados. Foram apreendidos a ocasião frascos de lança-perfume, bebida alcoólica e pinos de cocaína vazios. Durante a operação, quatro bares foram fechados - e dois multados por excesso de ruído. No total, foram apreendidos quatro veículos, seis sacos de bebidas, dois freezers e 13 máquinas de caça-níqueis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.