Operação-padrão da PF causa filas em aeroportos

A operação-padrão da Polícia Federal causou filas ontem à tarde nos Aeroportos de Congonhas, na zona sul, e Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Delegacias de todo o Estado paralisaram as atividades e, na superintendência, houve atendimento somente para retirada agendada de passaportes. As atividades serão retomadas hoje, a partir das 8 horas. Os policiais pedem reestruturação da carreira e da tabela salarial, que não é reajustada desde 2007. "Tivemos 83% de aumento (durante o governo Lula). Há categoria que recebeu 400%", disse o vice-presidente da Federação Nacional do Policiais Federais, Paulo Poloni. Participaram da greve agentes, escrivães e papiloscopistas, cujos salários variam de R$ 7.514,33 a R$ 11.879,08. Apenas os servidores de Mato Grosso e Roraima não aderiram à greve de 24 horas. Ainda havia operação em fronteiras ontem à noite. Sindicalistas e Ministério do Planejamento não chegaram a acordo. A assessoria do Ministério não retornou os telefonemas. /

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.