Polícia Civil/Divulgação
Polícia Civil/Divulgação

Operação prende quadrilha de assalto a banco na Grande SP

Policiais de Mogi detiveram cinco suspeitos que estariam relacionados a pelo menos quatro ataques a agências

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2015 | 10h23

SÃO PAULO - Uma operação da Polícia Civil em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, terminou com a prisão de uma quadrilha de assaltantes de banco em São Paulo na madrugada desta terça-feira, 13. Ao todo, os policiais cumpriram cinco mandados de prisão e apreenderam dois veículos.

Durante as buscas, um dos suspeitos, Alexandre Duarte Frattini, de 40 anos, acabou preso em flagrante por porte ilegal de arma: uma pistola, da marca Taurus, calibre 380, com a numeração raspada. A arma também foi apreendida pelos policiais. 

As investigações começaram no dia 17 de julho, quando uma agência do Banco do Brasil, na Rua Ricieri José Marcatto, em Mogi, foi alvo dos criminosos. No assalto, os ladrões conseguiram roubar R$ 617 mil em dinheiro, além de armas dos vigilantes e uma pistola calibre 45 de um policial, cliente do banco. O agente havia chegada à agência assim que o assalto começou.

Segundo as investigações, a quadrilha também estaria envolvida em outros ataques a bancos. Para os policiais, os suspeitos também são autores de dois roubos contra a agência do Santander, na Avenida Angélica, região central da capital paulista, um em abril e outro em julho, além de um ataque à Caixa Econômica Federal, no Itaim Bibi, na zona sul, em setembro.

A operação envolveu seis delegados e cerca de 60 outros policiais civis. Após a prisão, os investigadores tentam identificar outros assaltos em que a quadrilha pode estar envolvida. "O árduo trabalho desenvolvido pelos policiais civis exigiu de todos um esforço incomum. No curso da investigação, forma identificados todos os autores do roubo", afirmou o delegado Marcos Batalha, titular da Seccional de Mogi.

Tudo o que sabemos sobre:
ViolênciaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.