Onze PMs têm prisão preventiva decretada

O juiz Peterson Simão, da 3.ª Vara Criminal de Niterói, decretou a prisão preventiva de 11 PMs acusados do assassinato da juíza Patrícia Acioli, em 11 de agosto. O Ministério Público havia pedido a transferência para presídio federal, em Regime Disciplinar Diferenciado, do tenente-coronel Claudio Luiz Silva de Oliveira, ex-comandante do Batalhão de São Gonçalo, e do tenente Daniel Benitez Lopes, apontados como mentor e executor do crime, mas o juiz decidiu mantê-los em Bangu 1.

O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2011 | 03h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.