DER-SP
DER-SP

Ônibus tomba e deixa ao menos 6 mortos em rodovia de SP

De acordo com informações iniciais, pelo menos 48 pessoas ficaram feridas; acidente ocorreu no sentido Ubatuba da Rodovia Oswaldo Cruz

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2021 | 10h52
Atualizado 13 de novembro de 2021 | 22h37

Correções: 13/11/2021 | 22h37

O tombamento de um ônibus de turismo por volta das 6h30 deste sábado, 13, deixou ao menos seis mortos na Rodovia Oswaldo Cruz, em trecho de serra na região de São Luiz do Paraitinga, interior de São Paulo, segundo a Secretaria da Segurança Pública do Estado. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, 48 pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas a prontos-socorros das proximidades. 

Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (DER-SP), o acidente ocorreu na Rodovia SP 125 (Oswaldo Cruz), na altura do quilômetro 75,8, no sentido Ubatuba (litoral norte de São Paulo). A via foi totalmente interditada durante os trabalhos dos bombeiros e do Samu. O Corpo de Bombeiros confirmava, na noite deste sábado, cinco mortos no acidente. O sexto óbito foi informado pela prefeitura de Ubatuba. 

O acidente envolveu também uma caminhonete. O ônibus retornava do trecho de serra da via, na qual é proibida a circulação de ônibus entre os quilômetros 78 e 86 nos sábados, domingos e feriados. "Mais informações serão disponibilizadas após apresentação e registro da ocorrência na delegacia do município", informou a Secretaria da Segurança Pública do Estado em nota.

A viagem era feita por um veículo da empresa Andreatur (que atua com o nome fantasia de "Arca"), que tem registro para viagens intermunicipais dentro de São Paulo válido até 2025, segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). "O ônibus em questão também tinha vistoria válida junto à agência até 2022", informou a Artesp.

Conforme a agência, apesar de a Andreatur ter comunicado uma viagem de São Paulo a Ubatuba, o destino final do ônibus era a cidade de Paraty, no Rio de Janeiro. O veículo não tinha autorização para operar entre Estados, segundo informação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O ônibus transportava 66 passageiros, além do motorista. Ainda de acordo com os bombeiros, 12 pessoas não precisaram de atendimento médico. As demais foram encaminhadas para prontos-socorros e unidades de atendimento de Ubatuba, Taubaté e São Luiz do Paraitinga. Ao menos 10 viaturas da corporação, o helicóptero Águia 6 e ambulâncias do Samu foram enviados ao local.

A Santa Casa de Ubatuba divulgou ter recebido ao menos 34 pessoas que estavam no ônibus. "A direção do hospital filantrópico está priorizando os atendimentos às vítimas do acidente e, por esse motivo, só está atendendo os casos de emergência. (...). As visitas também foram suspensas", informou em nota. Já a Secretaria Municipal de Saúde divulgou que ao menos seis feridos no acidente foram encaminhados para a Unidade de Saúde do Ipiranguinha.

Além disso, a Prefeitura de Ubatuba informou ter enviado profissionais de saúda da Santa Casa, do Samu, da Defesa Civil, da Guarda Municipal e das secretariais municipais de Saúde, Assistência Social e Segurança Pública para o local do acidente. Segundo a gestão municipal, os trabalhos também são feitos com apoio de Caraguatatuba.

Correções
13/11/2021 | 22h37

Inicialmente, a Secretaria da Segurança Pública afirmou que informações preliminares apontavam para sete mortes. Mais tarde, informações fornecidas pelo Corpo de Bombeiros e pela prefeitura de Ubatuba apontaram seis óbitos no acidente.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.