Ônibus são incendiados em protesto contra morte em baile funk

Manifestação ocorreu em Cidade Tiradentes, na zona leste de SP; motociclistas encapuzados balearam três em festa na região

o Estado de S. Paulo

21 Setembro 2014 | 22h22

SÃO PAULO - Em protesto contra um ataque a tiros que deixou um morto e dois feridos durante um baile funk, cerca de 200 manifestantes colocaram fogo em três ônibus no final da tarde deste domingo, 21, em Cidade Tiradentes, no extremo da zona leste de São Paulo. Pelo menos outros três coletivos também foram depredados e bloqueios com barricadas de incêndio foram montados nas principais vias do bairro.

O grupo resolveu protestar doze horas após motociclistas encapuzados passarem atirando contra jovens que faziam um baile funk na Rua Edison Danilo Dotto, na região central do bairro. Das três pessoas baleadas, duas pessoas ficaram feridas e um delas não resistiu aos ferimentos e morreu ao chegar ao Hospital Cidade Tiradentes. O crime ocorreu por volta das 4 horas.

Na tarde deste domingo, por volta das 16 horas, um grupo de manifestantes se reuniu na Avenida dos Metalúrgicos. Eles colocaram fogo em três coletivos que estavam parados em um ponto de ônibus da avenida. A circulação de ônibus no bairro chegou a ser interrompida, feita apenas por peruas do sistema de cooperativas.  

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.