Ônibus batem, pegam fogo e deixam 1 morto e 35 feridos em SP

Dois veículos fretados colidiram em um cruzamento no começo da manhã desta terça na cidade de Jundiaí

Tatiana Fávaro e Solange Spigliatti, O Estado de S.Paulo e estadao.com.br

09 de setembro de 2008 | 09h23

Dois ônibus fretados bateram no começo da manhã desta terça-feira, 9, no cruzamento das avenidas Antônio Segre e Antônio Frederico Ozanan cidade de Jundiaí, a 60 quilômetros de São Paulo. Após a colisão, os ônibus pegaram fogo, segundo informações do Corpo de Bombeiros. Uma pessoa não conseguiu escapar e morreu na hora. Ao menos outras 35 ficaram feridas e foram encaminhadas para vários hospitais do município.   O acidente aconteceu por volta das 5h30, na Avenida Antônio Frederico Ozanan, no bairro de Vila Lacerda, e por volta do meio-dia funcionários do Departamento de Trânsito da cidade trabalhavam no local. O trecho é rota de ônibus que servem a dois terminais urbanos.   Um dos ônibus, da empresa Picolotur, ficou com a dianteira pendurada à beira do rio Jundiaí. Dentro dele havia apenas o motorista, que conseguiu descer do veículo. O ônibus da Viação Caieiras, que trazia funcionários da empresa Duratex à cidade, bateu num poste de semáforo após colidir com o outro veículo.   Até o fim desta manhã o funcionário da Duratex que morreu carbonizado não havia sido identificado. Segundo informações dos agentes de trânsito, o incêndio não foi provocado por pane no sistema de energia elétrico público, mas provavelmente por curto na parte elétrica de um dos ônibus. A polícia técnica esteve no local durante a manhã.   O acidente ocorreu ao lado de um posto de gasolina. "Eu estava começando meu turno. Estava de costas. Quando ouvi o barulhão só virei e já liguei para o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência]. Cheguei perto e vi as pessoas gritando, saindo e o ônibus começando a pegar fogo. Um não escapou, foi horrível", disse um funcionário que não quis se identificar. Os feridos foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e unidades do Samu e levados para quatro hospitais e um pronto-atendimento da região.   Atualizado às 15h25 para acréscimo de informações

Tudo o que sabemos sobre:
acidenteônibusJundiaí

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.